terça-feira, 2 de setembro de 2008

Tenho...


Tenho olhos marcados de horrores, lavados de lágrimas, emoções e partidas... Todavia, eu os tenho com o brilho das alegrias, das minhas gargalhadas e das minhas trapalhadas.

Tenho um coração cansado e machucado, de sofrimentos, de terríveis momentos, mas que bate resistindo, que não descansa; cheio de esperança.

Tenho um semblante forte, planos férteis e a coragem de muitas mulheres. E o que não tenho, eu faço, passo a passo.

Tenho marcas de lutas, de preconceitos que doem no peito, da rejeição marcada na feição, da tal de nata, que nem é de passar no pão. ( e que de tão azeda, virou manteiga).

Lembro a impressão que tive, do que foi me dito, por seres esquisitos, que falam sem reflexão, para depois em aflição, pedir perdão.

E meu nome, nem ainda sabia escrever, muito menos prever, a dureza de um ser.

Tenho enfim, a conclusão, de que a palavra pode matar e de que o sonho não deve acabar. Que em vez de chorar, passei a questionar. Que existem muitos dons, mentes e saberes diferentes, gente que mente e seres inconseqüentes...

Tenho observado que há uma longa distância, entre o discurso e a ação. Mas que toda ação é movida por uma intenção.

Tenho a inspiração, de tudo que já vivi e senti. Quadros pintados, cortina com babados, páginas de escritos e rabiscados.

Tenho a liberdade, tempo para aprender, alguns limites de visão, mas principalmente a compreensão, de que a vida não se baseia no “ter”.

Não se leva nada daqui, somente o que vai ao coração. E por mais que seja dura a lição, somos todos seres em evolução.

Tenho quase tudo: horas de espera, um baú de histórias, uma boa memória. Mas o que não tenho e espero, é vê-lo novamente no portão, um sorriso sincero e depois um abraço e ouvir teus passos, voltando para mim.

Beijos, aos visitantes!

12 comentários:

Fátima N. disse...

___tem minha linda parceira, mãos de artesã, que sabem pegar na argila das palavras e moldá-las, dando formas e conteúdos, que são balsamos para as dores, numa vida tão carecida de unguentos.
ler você é uma linda viagem em nós mesmos, somos todos do mesmo barro, é sim.
daqui, do meu pedacinho de mundo, torço para que os passos se façam novamente ouvir ao portão. torço com coração.
.
merece ter o que ainda não tem,
e terá!
.
beijos, amada.
todos.
.

Milly disse...

Por um momento pensei..."Será que ela leu minha alma?"..rs
Sinto assim...bem deste jeito!
Com a ausência da M@R@,senti-me tão pequena!
O que somos,aqui,neste mundo de nicks e palavras?
Nada...só um amontoado de letrinhas?
Desejo ser mais que isto...e se não sou,busco ser...
E serei...estou certa disto!
Seremos felizes,pq buscamos isto...não deixamos a peteca cair...rs
.
Adoro teus textos...me transporto..já falei ,né?..rs
.
Beijos...muitos!
.

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Outra obra lida e linda!!!
Amiga, peço que vá ao meu e seu Blog e veja o que o Dudu Santos, artista plástico, fez com os meus pezinhos n. 33, além de fornecer um imagem da África para eu pôr no meu Blog.
Beijos,

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Preciso de outro poema em prosa, Lu.
Um beijo,

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Mais um, belíssimo. Lu, querida, vc pode ir tranqüilamente apreciar o meu novo post no meu Blog, pois devido a problemas com essa joça desse computador, só fiz a crítica de um filme, mil vezes visto, que merece ser mil vezes visto de novo, e postei poemas, inclusive o seu, em prosa. Conto com vc.
Um abraço,
Renata
wwwrenatacordeiro.blogspot.com

Lu disse...

Fá!!!
Obrigada, tento parceira amada escrever bonito e é uma alegria imensa que goste.
Não diferimos muito, quanto a princípio parece...rss
Lindas palavras,obrigada pela torcida!!!
Beijos, parceira amada!

.
Milly!!!
Li sim! Tenho até esse poder. (hahahaha)
Não somos só isso, somos tudo que vivemos e sentimos...Gosto muito de você, sabes disso. Pela sua autênticidade, bom humor etc e tal, viste?

Há que se dar valor para o momento vivido, as pessoas partem, cara amiga...

Transporte-se e seja feliz!
Beijos, menina que amo muiiito!

Booperfly disse...

Que beleza de texto, gostei, parabéns!
Tenha um ótimo fim-de-semana!
Bjos,
Paulinha
http://booperfly.fairy-tales.com.br/

Quasímodo disse...

Olá, Lu.
Terrível o frio deste sábado.
Ler teus textos, tão bem cuidados, no entanto, pelo menos ao coração aquecem.
Desejo-te um ótimo final de semana. Aguardarei ansioso novas letrinhas a revelar tua alma tão repleta de meiguice e fortaleza.
Beijo, amiga querida.
(hay que endurecer, pero sin perder la ternura jamás) Acho que alguém já disse isso...

Coração Alegre disse...

Bom dia, Lu...Saudades!!!
Acho que virei a Prima de longe...rsssss...desculpe a ausência, mas ando com o coração não muito alegre, mas sei que vai melhorar.
Muito lindo o texto, é como a vizinha disse, até parece que tu lê a alma da gente...rssss
Vamos sentar na varanda e fazer tricô?...rssss
Assim proseamos e a espera fica mais amena...no fundo, sempre estamos esperando!
Ai...ai...ai...ai...ai!!!
Prima que adoro, um domingo lindo pra você, mesmo com esse friozinho.

**
Lá vai a lista de beijos...rssss
beijooooos, dinda
beijooooos, Milly
beijooooos, Fá
beijooooos, Quasímodo...
e enfim, beijoooos pra todos!!!

Anônimo disse...

e bjoss, pra Filóooo
Estive ontem aqui e não consegui comentar.
Amiga...sombras no portão.Não tá na hora de passar um tinta nova nele?

Betin@ disse...

ó escrevi umas coisas, mas faltou luz e apagou tudo.
Deixo meu beijo

Lu disse...

Quasímodo!
ô frio desgranhento, né mesmo?
Já queimei até a perna da cadeira aká, pra esquentar o rancho.
( hahahaha)

Ahã, endurecer jamás!
Obrigada, igualmente amigo.
Beijo!





Coração!
Amiga, aprendi um ponto novo com a vizinha e comadre...rss
Ela está prendada, por demais da conta!

Leio sim, já falei ali pra comadre e é o seguinte: Passa sim! Nada como um dia após o outro, com uma noite no meio, pra colocar tudo no lugar, né mesmo?

Outro beijo, gracias amiga que gosto muiiiiiito!

.


Be!
Mas que coisa, essa luz!!!
Bom tê-la aká!
Beijos, muiiitos!