quinta-feira, 11 de setembro de 2008

E segue o baile!!!


Imagine-se num baile, no qual você tenta dançar, mas às vezes pisa no pé de alguém, ou leva uma cotovelada. Às vezes nos chocamos com outros bailarinos, nos irritamos, xingamos, mas logo recomeçamos cheios de energia. Algumas vezes encontramos parceiros ótimos, mas às vezes ninguém nos tira para bailar. Às vezes dançamos sozinhos e felizes, fazendo especial o nosso momento. Às vezes, vamos tão bem, aí muda o ritmo e nos perdemos. Às vezes não nos acertamos ao ritmo do parceiro e pedimos para sentar. Alguns dizem não saber dançar e somente observam. Outros dançam ao seu próprio ritmo, sem se importar com quem olha, nem se está no ritmo certo. Uns cansam logo. Outros ensaiam, ensaiam, mas falta coragem para tirar alguém para bailar. Uns não gostam de dançar. Às vezes o salão está muito cheio, sem possibilidade de muitos movimentos. Alguns se especializam nesta arte e apresentam-se no palco.

Outros tentam tão somente acertar o passo em harmonia e com prazer, com seu parceiro. Assim me imaginei querendo participar da dança e observei os dançarinos, me identificando vez por outra, com circunstâncias iguais a muitos. E com alegria, dancei minha própria coreografia, em sincronia com a melodia captada pelos meus sentidos, no ritmo do meu corpo, acertei o passo, meu espírito sente-se feliz.


Escrito de 18 de abril de 1999.


Beijos, aos visitantes deste espaço!



Pintura do artista colombiano: Fernando Botero.

12 comentários:

Milly disse...

E segue o baile da vida...
Muda o DJ,o conjunto,o par...
Mas,o baile continua!!
Só saio do salão qdo o Sol raiar...e tocar a última canção...
Antes disto,só se colocarem o pé na frente...derem uma rasteira...rs
Ainda,assim,levanto...estrupiada,
mulambenta...e sigo a dança...rss
.
Beijos,querida!
Muitos!!
.

Anne disse...

Ahhhhhhhhh, eu adoro dançar!!! Adorava ir aos bailes do ctg, dançava a noite inteira. Adoro dançar todos os tipos de música (ok, menos axé e funk...rs)!

Pena que vc não tem mais o fusca verde, senão a gente encarava um bailão dia desses...hahahaha

Viu como vc já escrevia desde sempre? Tava mais que na hora de começar a publicar isso. E vc melhora a cada dia, já falei! Vc é meu exemplo, em muitas e muitas coisas.

Amo vc
Bjos

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Lindo o quadro do Botero somado ao texto! Parabéns. lu. Não fechei o Blog, graças aos amigos como vc. Fiz um post maior ainda do que os outros porque no fim enchi de flores. Que cada qual pegue o seu buquê e guarde como uma recordação minha.
Um beijo,
Renata
wwwrenatacordeiro.blogspot.com

uns... disse...

pensando acá, primoca querida, em que categoria será que me enquadro?
sou daquelas que ainda não se decidiu se quer dançar ou apenas observar.
acho que no momento, nem quero ir ao baile...
chegará, porém, o tempo em que desejarei estar lá, e nessa hora, vou querer dançar, sim... e nem vou me importar com o ritmo.
é isso.
beijo carinhoso...

Lu disse...

Milly... ó, de prendinha? flor na cabelo e tudo? rss
Dançar é ótimo! Afinal dançamos sem querer as vezes... hahahaha

Beijos, amiga linda!

Lu disse...

Uns...
Que bom tê-la aká!
Quem não dança embala as crianças, já diz o ditado. Ou seria o gato? sapo? ou guardar o casulo? rss

Beijos, lindoca!

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Por motivos horríveis que não pude contornar, fui obrigada a fazer um post cala-boca. Pegue suas flores, não é preciso ler tudo.
Um abraço,
Renata
wwwrenatacordeiro.blogspot.com

Quasímodo disse...

Prima Lu...
Já em 1999 criavas maravilhosas imagens escritas.
Revire mais tuas gavetas... Deves ter muitas outras preciosidades guardadas lá. Divida conosco.
Somente quem ler o teu texto de hoje como uma metáfora, poderá entender o seu significado e sua amplitude.
Anne; devemos todos agradecer-te por ter incentivado a Lu a dividir conosco os seus pensamentos lúcidos, coerentes e melodiosamente poéticos.
Um grande abraço às duas...

Lu disse...

Quasímodo!
Obrigada pelo incentivo. Ando limpando a papelada,vendo o que tem de bom por lá e se acho algo que vale a pena postar...

Obrigada pela visita!
Beijo!

Oliver Pickwick disse...

Baile é comigo mesmo, sabe disso! Gosto muito de dançar (ok, menos axé e funk). Viu como eu combino com aquela elementa lá em cima.
Com a sua natureza, aposto que por muitas vezes foi a rainha do baile.
A propósito, querida Lu, fusca verde, hein? Humm... tem lá seus mistérios, hein garota?
Um beijo!

P.S.: Acabei de sair das terras do Chá. Que garota aquela, hein? Com mil quatis, parece uma dessas heroínas modernas criadas pelo Stan Lee, tem mais complicações que super poderes. ;)

Oliver Pickwick disse...

P.P.S.: postei outra. E por mais que a vaca tussa, essa você jamais ouviu.

Fátima N. disse...

____não sei dançar, e danço na vida, acotovelando aqui e ali, assim sigo, meio fora do ritmo, mas e daí, a vida é mesmo um grande baile, assim tão bem descrito por suas mãos.
.
um beijo parceira amada.
.
quanto perdi!!!