quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Quando a noite chega...


A tarde cai como milhões de dias... Repenso nos rumos dos acontecimentos, na história em movimento, na vida que ensina e se derrama no longo tempo de partilha, na esperança e nas lembranças...

A noite vai chegando sorrateira, companheira com seu silêncio e me ponho a divagar... É embriagada desses momentos, com meus sentidos aguçados que rebusco na consciência minhas displicências e tudo que contém minha essência...


Nossos sonhos reais são plumas frágeis, que flutuam ao sabor do vento... E voando não são de ninguém. Mas sempre, a mente recria sobrevivendo na imaginação, sonhando bem alto, sem sair do chão.


Beijos!



Imagem: Deviant Art

10 comentários:

Milly disse...

Sonhar não custa nada,né?..rs
Talvez,por ser tão baratinho,eu me perca em devaneios...
Tudo que é "de grátis" faz fama e corre o mundo...com os sonhos não seria diferente...rs
Eu sonho,acordo,vejo que é pesadelo e parto pra outro sonho...nem espero adormecer de novo!...rs
Se tivesse desistido no primeiro pesadelo,não teria vivido tudo que vivi!
Não teria as lembranças que tenho hoje...
.
Beijos,querida!
Muitos!!
Apareça,tá?
Sinto tua falta por lá...rs
.
.

O Profeta disse...

Esta humilde folha solta
Este Vento que fala docemente
Abre-se a alegria da terra
Ai este Sol de sorriso presente

Um manto tecido pelas brumas da manhã
Uma mão segue o Sol outra a emoção
O orvalho que dança no celeste
Ganha a cor da exaltação



Convido-te a pintares o teu olhar com as cores do arco-íris




Mágico beijo

Véu de Maya disse...

O reencontro com a nossa essência como uma urgência cristalina de continuarmos fieis a nós próprios...linda a tua mensagem numa auréola algo misteriosa e melancólica...gostei muito de ler esta nostalgia do lusco.fusco.

bjinho pra vc/

Lu disse...

ô Milly, rindo aká...rss

Lembrei-me se aqela outra lá ler isso, vai dizer que sonha, você sabe com o que ...rss

Nem imposto se paga, né mesmo?
Ótimo final de semana para você e os seus!
Beijos, muiiitos!!!

Mila disse...

É... vou ter que pensar um tanto mais a respeito disso....
Beijos Mila

Oliver Pickwick disse...

Sonhar bem alto, sem sair do chão. Este é justamente o Tao da vida plena e feliz; desde, é claro, que a nossa vontade abrace o sonho.
Aprecio a sua sabedoria e percepção, gafanhota!
Um beijo!

P.S.: Quanto a momentos como aquele, os tenho na sala vip da memória, e procuro recriá-los, sempre. Decerto que, guardando as devidas proporções quanto à idade, maturidade e ocasião.

P.P.S.: Parece que a nossa amiga chica más guapa está de calundu. Há dias não aparece lá no condado. Desconfio que é por causa de um comentário que fiz, lá na "fronteira", a respeito de um post que ela escreveu como se tivesse "manifestada" pelo Hulk com menopausa. Ô elementazinha complicada! ;)

antonio - o implume disse...

O fim, seja de uma tade ou de uma noite é sempre um momento que nos embriaga em nossos pensamentos. Quanta coisa boa nasce desse fim, talvez seja esse o fim em si mesmo.

Betin@ disse...

e não é bom sonhar.....não pagamos nada
Passei pra te deixar beijos
beijos filhota querida do meu coração

Lu disse...

Antonio, bem vindo!

Concordo com você. Precisamos desses momentos de silêncio e de encontro conosco.

Lu disse...

Mami linda do meu coração!

Que surpresa boa, venha sempre. É uma alegria suas visitas.
Beijos, muiiiitos!