sábado, 16 de agosto de 2008

E...


Existe, além do sim e do não, algo que se chama compreensão. Para alguns, difícil muitas vezes entender. Pois compreender, depende muito do ser e de mudar a forma de pensar.

Nem sempre falar, faz alguém acreditar. Às vezes é melhor deixar o tempo passar. Nem adianta tentar demonstrar, se alguém não sabe aceitar, e muito menos pensar...

Para alguns basta um olhar, nem precisa falar. Para outros, uma vida inteira não basta para ver. O tempo pode acabar e o entender, pode nunca acontecer.

Mais uma conjectura, para acordar os sentidos adormecidos, vislumbrar horizontes, sentir que a fonte do pensar, jamais deve cessar.




Beijos, aos visitantes!




Imagem: Getty Images

9 comentários:

Anônimo disse...

Tenho muita pena, de pessoas que fecham as janelas da alma, e afogam-se em seu próprio bolor...felizes daqueles, que arracam a cortinas para o sol da vida entrar...
bjoss, Filó

Oliver Pickwick disse...

Concordo que a compreensão é a chave mestra da vida. É filha do equilíbrio e da harmonia, metas de fato difíceis acesso. Mas, nem por isso deveremos desistir de persegui-la.
Querida Lu, continuo freguês das suas reflexões doces e precisas.
Um beijo!

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Lu:
Isso é veia poética, quer vc queira, quer não! Acho que vc deveria fazer um curso para desenvolvê-la. As rimas internas são perfeitas, pois dão conta do significado "compreensão". Belo post! Também eu, acabo de publicar um belo post feito a várias mãos, ou seja, vários colegas da Blogosfera contribuíram para esta postagem. Venha apreciá-lo.
wwwrenatacordeiro.blogspot.com
Um beijo,
Renata

Milly disse...

Tento buscar,juro que tento!
Deixo a poeira abaixar...a raiva passar e analiso friamente o que me acontece.
Penso em tudo que me fizeram...se foi por merecimento ou inveja...
Se plantei,se criei expectativas...se deixei passar nas entrelinhas algo que jamais faria...sei lá!
O fato é que,analisando todo o contexto,tenho certeza que nada foi sem propósito,nada foi por engano,nada...de ambas as partes!
Fingimos brincar...mas,guerreamos!
Faltou-nos compreensão do outro...não vimos que lidávamos com pessoas...achamos que eram fantoches...só faz-de-conta...
Pena,será que um dia aprendemos?
.
(Depois dos 40 a gente ainda consegue aprender algo?...rsss)
.
Beijos...muitos!
.

Fátima N. disse...

___minha parceira amada, compreender, ahh...tento, o tempo? tento fazer barganhas com ele.
ele não quer, parceira, nenhuma conversa comigo. careço de entender, careço de aceitar, mas hoje sou vulcão, que explode, e o que sai de mim, é lava, que queima...sem exagero, meu olhar está turvo, mas , quero buscar entendimento, faço isso nem sei como, busco força onde não tenho.
.
ah parceira...nem sei o que dizer, nem se o que disse fez sentido, tou assim, turbilhão invertido, onde por fora, finjo paz, e no avesso tou numa guerra terrível.
.
beijo de te amo.

Lu disse...

Cara Fá...respondo aká.

Entendo, pq já vivi tudo isso.
Sei muito bem do que falas e sabes disso.

E aká permaneço na escuta, tá? rss
Beijos, parceira amada!

«« ڱemöґïvö »» disse...

Sim ,é necesário compreensão.
ter o bom senso de saber que errou de assumir o erro.
E até mesmo o mais difícil de compreender o que está errado .
Dicernir... eis a grande questão..
Muito boa a portagem

Estve e ainda estarei um tempo sumida pq as responsabilidades aumentaram....¬¬
Grande abraço

Fica bem =)

Ray

Lu disse...

Milly!
Compreensão é bem isto, analisar o contexto todo, não só a situação isolada. Costumo dizer que dessa forma, até o perdão faz-se desnecessário.Quando sabedores do enredo de uma história seja ela qual for, da humanidade, ou pessoal de algum ser, fica mais fácil compreender os fatos e os porquês.

Aprendemos sempre Milly, nunca é tarde.

É disso que me refiro no texto, buscar entendimento, autotranscender...Não desperdiçar uma vida. Viver como se fosse nosso último dia, buscando dar o nosso melhor a cada passo. Pois segundo a segundo, estamos evoluindo, não como imaginam, somente com grandes ações. A cada instante, temos a decisão de dizer, algo bom ou ruim, de fazer ou não fazer, de ser ou não ser... Mas principalmente observar, com que intenção tudo é feito, pois parte daí muita coisa, que pode acontecer...
Fazer a nossa lição com esmero, pois não existe garantia um novo amanhã.
A dor do arrependimento cara Milly, sempre será maior que qualquer disciplina, creia!

É uma alegria tê-la aká, bem como ler seus comentários.
Dia lindo para você, beijos, muiiiitos!

Luiz disse...

Oi Lu, talvez voce tivesse pensado num poema quando escreveu esse texto, porque tem um ritmo muito parecido. beijo