quarta-feira, 9 de abril de 2008

De um profundo pensar...


Precisei de silêncio para pensar, elaborar algumas coisas dentro de mim. Alguns acontecimentos nos fazem mais introspectivos. É inevitável, ao menos para mim, pensar, repensar, questionar, o que desejo, o que busco, para onde devo ir, principalmente o que tenho feito, para que mudanças aconteçam...

Fato é que, quem leu meus textos e meu perfil, já observou que sou curiosa e questionadora. Algumas características fazem parte de nossa personalidade, não tem como mudar.

Lembro-me, quando criança lá em Barbacena, de que um médico foi palestrar na escola em que estudava, sobre conhecimentos gerais. Após sua palestra, ao abrir para perguntas, não titubeei, fiz três perguntas, sobre fatos que assombravam o país na década de setenta e de outras questões de tinha curiosidade. Era uma oportunidade de esclarecimento, que eu não iria desperdiçar de modo algum! Estava muito feliz. Lasquei de chofre as perguntas, uma após a outra e aguardei de olhos arregalados as respostas. Ele prontamente, me respondeu a contento me explicando tais assuntos.

Na época, minha irmã era secretária da escola, com o passar do tempo, ela tornou-se a diretora. Tal acontecimento, que aos meus olhos tinha sido normal, não causou a mesma impressão ao tão gentil palestrante, pois ao terminar a palestra, ele dirigiu-se à minha irmã e comentou: “aquela sua irmãzinha é fogo e me causou espanto uma menina de dez anos, fazer questionamento sobre tais assuntos".

Percebo que o tempo é curto, para tanto que temos que aprender. Uma gama de conhecimentos ainda nos falta, e cada ser traz em si saberes diferentes, aos quais aperfeiçoa ao longo da caminhada.

Meus interesses giram em torno dos mistérios do Universo, no qual, nós, seres humanos fazemos parte, com nossa parte imperfeita, na busca de evolução e aprimoramento. Detenho-me a entender através de minhas reações, minhas indagações e respostas, com acertos e erros, com pausas e silêncios, num profundo pensar. Minhas palavras vêm dessas conclusões.

Afinal a mesma paisagem, olhada por diversas janelas, resulta em visões diferentes... Embora a paisagem não mude!


Beijos a todos que visitarem este espaço.
Imagem: getty images

9 comentários:

Betin@ disse...

A "Vida" é um eterno aprendizado.
a cada dia que passa , algo novo aprendemos....e assim vai
beijos filhota querida

Oliver Pickwick disse...

Muito bem, senhorita Lu, uma ótima reflexão existencial, mas, quais eram os "tais assuntos?"
Um beijo!

lccm disse...

ahan...viu ? algumas respostas...mineirinha de Barbacena (conheço bem) alçou vôo nas asas de uma ave migratória e...

Juan Carlo Morravagin disse...

A realidade é o que a gente vê, e não o que ela realmente é.


Hasta


juan

Milly disse...

Curiosa?
Questionadora?
Quem?Qdo?...rs
Ser� que nos identificamos por isto?
Ou por sermos falantes..."catarinas"...sorriso aberto?
O certo � que questiono e muito tb�m!
A vida � feita de perguntas...de onde viemos,pq estamos aqui...pra onde vamos?
Sempre questionei..."Pq cadeira se chama cadeira? E gaiola se chama gaiola?"...rss
Do mesmo jeito questiono a vida e as pessoas...
Algumas t�o puras,t�o especiais...outras jararacas criadas!..rs
E criadas � Toddy!!!
Fortes...com todo veneno que possam destilar!..rs
Me questiono onde guardam tanto veneno...?
Embaixo do batom...num buraquinho no dent�o do fundo,no panel�o?..rs
Ach!Perguntas,perguntas....rs
�timo dia pra ti,mulher perguntadeira!
Muitos beijos...

Lu disse...

Olá mami!
Sempre aprendemos, sim.
Que bom tê-la aká.
Muuuuuitos beijos!

.

Caro Oliver, os assuntos não mencionei, pois esqueci um.
Mas lembro-me que perguntei, sobre "Maçonaria" pois em uma viagem visitando amigos, tinham me contado um monte de histórias que me deixaram curiosa. Segundo assunto, foi "Esquadrão da Morte" terceiro assunto, se não me falha a memória, era sobre os "Tupamaros" e não sei o que causou surpresa no palestrante...rss
Beijos !

.

lccm Obrigada pela visita.
Volte sempre.
Beijos!
.

Juan!
Obrigada pela visita.
Assunto vasto esse de realidade e ver. São tantas coisas que não se vê e mesmo assim elas existem. Saudade, cheiro etc...rss
Mas enfim, ver além, sem os límites que muitas vezes são auto-impostos e da falta de compreensão,talvez seja dificuldades que muita vezes encontramos...
Porta aberta, volte!

.

Ará Milly!!
E lá adianta dizer algo para nós, sem explicar o que querem dizer?
Elas trazem tudo isso que mencionou em sua essência!
Fato é que, em uma mesma família, com mesmas oportunidades e a mesma educação, umas são boas, integras,amorosas e outras de extrema maldade.
Se fosse somente a influência do meio em que vivem , jamais alguém manifestaria doçura, em meio a maldade!
Vamos perguntando Milly, questionando, trocando idéias,pensando, pois de nada valeria estarmos aqui, se não fosse para aprender.
Aliás esse é o propósito, quero passar de ano e nem é de meu interesse, fazer a lição várias vezes...rsss Captou?
Beijos muiiitos!

Letici@ disse...

E vamos vivendo e vamos aprendendo...duro? Certamente q sim, mas tb temos os nossos momentos de extrema alegria e gratificações!!
Viva la vie!!!
Beijinhos da Lét's

««§εмф†ϊvф»» disse...

-.-

É as paisagens não mudam, mas as jenelas nos mostra novos horizontes.

Assim é a raça humana, indagadora, questionadora por natureza, mas a sociedade a aliena, pelo menos parte dele, uma menoria, ainda permanece intacta. És um bom exemplo

abraço

Ray

Anne disse...

ô, minha querida...tu sabe que eu sou assim tb, justamente por isso é q gosto tanto do seu jeito e das coisas que conversamos, daquilo que vc me faz pensar e do tanto que me ajuda a crescer a cada dia. Se sou o que sou, tem mto de vc em cada mudança para melhor!

E vamo que vamo evoluindo, sempre!
Bjos, amo-te