terça-feira, 6 de maio de 2008

A arte da costura

Quando penso em algo que nunca fiz, mas gostaria, logo resolvo tentar!!! Claro que prefiro fazer as minhas invenções quando não tem ninguém em casa olhando e posso trabalhar em paz.

Resolvi costurar, coisa que nunca fiz, exceto por alguma barra de toalha. Apaixonada pela “chita”, tecido que gosto muito, pois não tem as fibras sintéticas que o meu corpo odeia (além de sabonetes que não sejam pH neutro, desodorantes perfumados e 99% dos perfumes), resolvi criar um modelito. Fiz um cálculo rápido no valor e achei que, se estragasse o pano, não teria mesmo grande prejuízo. Não sou muito dada com trenas, peguei um outro vestido, que me servia bem em largura e comprimento, e dei mão à obra!

Digo-lhes, costurar não é nada fácil! Tem muitos “segredinhos” e eu tive que buscar na memória alguns comentários feitos por costureiras, coisas do tipo: “costura limpa”, que consiste em não deixar que apareça a costura feita, nem no lado avesso e nem no direito. Fazer tal costura deu uma trabalheira... É um processo um tanto complicado, nem adianta tentar descrever.

Pois bem, depois de cortado, sentei na máquina que herdei de minha mãe, que hoje está com 90 anos (a mãe, não a máquina) e não costura mais, uma Singer que ela já comprou de segunda mão. A idade da máquina? Provavelmente foi trazida ao Brasil pelas caravelas, no descobrimento... O bom é que quando você pedala, já exercita a musculatura da perna.

Existe um tipo de costura feita na roupa, os tais pinchaus, que são feitos para moldar os seios. Eu, é claro, tinha esquecido de fazer e percebi meu erro ao provar o vestido, que achatou toda essa parte de minha anatomia. Desmanchei e corrigi umas duas vezes e perfeito, ficou maravilhoso!

Já me achando a mestra da costura, resolvi criar outros modelitos, com mais detalhes. Errei o detalhe de um laço, que jurava estar colocando na parte da frente, mas que ficou nas costas. Como ficou bonito assim, resolvi deixar. Ao final de 15 dias tinha criado 6 modelos, para estrear no verão 2008! Confesso que me diverti muito, não vi o tempo passar...

Não aceitei encomendas de minhas colegas de trabalho, por não ter tempo, mas houve várias solicitações! E quando a Anne ler esse post, poderá confirmar o fato e as encomendas...

Beijos a todos que visitam esse ESPAÇO!

11 comentários:

Jef. disse...

- Quando foi que você comprou esses vestido?
- Fui eu que fiz!
Disse minha mãe toda orgulhosa de seus feitos. Confesso (sem falsa modéstia) que pareciam que tinham saído de uma revista de alta costura. E a combinação do vestido com a sandália de tiras para amarrar na perna, heim?! Renderam muitos comentários.
Fazer o quê... minha mãe é assim: Prendada! Hehehehe.
Beijão e continua com o "pé na tábua" nesses textos!

Luiz disse...

Lu, obrigado pela aula de costura. Conheci termos que jamais imaginei conhecer. Bem, nasce uma estilista ! Em breve, fashion weeks a esperam. beijo

Anne disse...

Luuuuuu, eu lembro desses modelitos...rs. Em especial de um azul, se não me engano tinha bolinhas. E eu lembro do bando de encomendas, aquela mulherada ensandecida querendo saber de onde tinham saído os vestidinhos...rs. Eu achei muito fofos, acho linda essa sua capacidade de inovar, de inventar e de aprender sempre.

Aliás, a bonequinha costurando aqui ficou mesmo uma fofura...rsrsrs

Bjos, minha querida, amo-te

Booperfly disse...

Eu amo chita, sabia?
Bjinhos e bom resto de semana,
Paulinha
http://www.booperfly.fairy-tales.com.br

Milly disse...

Uia!
Achei que só tricotávamos!!
Agora,tenho que levar chita,tbém...podemos costurar...rss
Tenho um colega que usa a expressão..."Tô apertado nas costuras"...pra dizer que está até a boca de serviços!...rs
E outro que diz..."Aquela alí,está costurando pra fora!"...qdo quer dizer que a mulher está "saidinha"...rs
Não preciso dizer que adoro estas expressões...rs
Acho de uma criatividade sem par!
Sabe...há uns 15 anos atrás,tbém resolvi aprender a costurar.
Comprei uma máquina portátil...só usei no curso...rs
Só aprendi costura reta...(fiz duas barras em lençóis...rs)
Sem chances!
Não nasci pras prendas domésticas...sou muito estabanada!..rs
.
Teu texto ficou lindo!
Adorei...
Beijos...muitos!
..
.

«« ڱemöґïvö »» disse...

=)
Orgulhosa*

Que bacana! Isso mesmo, temos que aprender as coisas. Como vive dizendo meu pai: "O saber nunca ocupa espaço!"
Os erros fazem parte para se chegar a perfeição.
Bom fds, abraço

Ray

Lu disse...

Olá filhão!
Ainda bem que confirmas tudo...rss
Obrigada pelo incentivo, tento me sair bem com os textos, sabes que viajo na maionese...E obrigada pelos auxílios.
Beijos, filhão!!!

Lu disse...

Milly!!!
Essa expressão, tô apertado nas costuras, não conhecia...rss
A outra já conhecia...rss
Ah, Milly tricotamos e costuramos, moças prendadas são assim!
Lembrei que ainda cantamos, né mesmo?
Aquele ponto preciso te passar mais detalhes, viu?
Ótimo final de semana!
Beijos muiiitos!

Lu disse...

Anne!
Conta quem colocou a bonequinha fazendo movimentos?
Ainda bem que não foi no mesmo dia que você mexeu no teu blog.
Beijos, menina mais que amada!

Milly disse...

Ops...tinha esquecido que formamos a dupla mais famosa do Sul do Mundo!
Chicotinho e Salto Alto...rs
Cantamos e encantamos...nosso público merece,né?..rs
Frio chegando,precisamos tricotar muuuuuuito!
Feliz por ti,aqui...muito feliz!..rs
E pela companheira notinha,tbém!
Merecemos...fazemos acontecer...
Beijos...muitos!
..
.

Oliver Pickwick disse...

Nasce uma estilista. A Donatella Versace que se cuide ;)
Garota, olhei agora para a minha avó, pois minha mãe jamais teve paciência para esse negócio de costura. Ainda me lembro de uns poucos pijamas (horríveis) que costurou para mim e o meu irmão.
Psssst, aqui entre nós, se a outra Lu encomendar algum, vê se dá um jeito de caprichar mais ;) Você sabe!
Um beijo!