quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Mistério da ceia...


Nesses últimos dias mexendo nos enfeites de Natal, fabricando gnominhos, criando mais alguns adornos natalinos, e começando a decorar meu doce lar, lembrei-me de um fato do passado... Ou melhor, algo que desconhecia e me intrigava. Passei anos sem citar meu desconhecimento, e nem demonstrar que não tinha menor noção do que se tratava.

Quantos anos eu passei na maior ignorância? Ah, não saberia dizer...


A sua fórmula seria milenar? Guardada em segredo a sete chaves e descoberta em algum reinado distante?


Ano após ano, sempre nesta data, seguia eu no meu dilema ao abrir uma revista à procura de inspiração para decoração natalina... Ao deparar-me com belas imagens e mesas decoradas para ceia, aquele prato tradicional me fazia pensar: Que será isso?

Teria o destino conspirado em meu favor, num dia belo dia ensolarado em que lá eu me debruçava sobre uma das revistas, e os pássaros em revoada por sobre o pátio a contemplar o momento sublime em que o segredo desvendava-se? Ou seria por ser véspera de Natal, e meu presente seria a revelação?

Enfim chegara o dia. Ante meus olhos, estava o esclarecimento:

“Receita de Rabanada!” Pão amanhecido, embebido em uma omelete de ovos, farinha, pitada de sal e açúcar, canela, frito.

Céussssssssssssssssssssss!!! Com mil raios, isso é rabanada??? Foi o que me perguntei, seguida de uma gargalhada.

Aquilo que comíamos sempre quando o pão estava endurecido, nas manhãs de nossa infância-antes de ir pra escola, era o prato fino que constava no cardápio das ceias Natalinas, das mais nobres mesas. Todavia, não lembro a data do descobrimento. Isso faz muitos anos, e foi muito divertido. Sem internet, sem Google para esclarecimento, nosso passado foi outro.

Beijo aos visitantes!


11 comentários:

Eric R. disse...

Olá querida Lu estou "bom e bonito" e atarefado até o pescoço kkk o que me deixa um pouco estressado e deprê ( nem tanto assim).
É eu também me perguntei o que era rabanada, pensei até que era o mesmo que rabada kkkkkk
Depois me explicaram.
A e para ficar mais chique, passe o pão amanhecido no vinho, leite com leite condensado, ovos batidos frite e passe no açúcar com canela. kkkkkkk

Quanto a meu texto sou muito emotivo, sempre choro pra lavar a alma e não ficar mal ou até mesmo enfurecido com algo ou alguém.
Mas não fui embalado por tal sentimento, foi a "tal inpiração ou liçença poética" kkkkk

Beijão no coração :D

Lu disse...

Eric R. fico feliz que estejas bem.

ó...chique mesmo! Mas te confesso, só de lebrar me " embruiá" o estômago aquele troço banhento, na primeira refeição. Eu odiava...kkkkkkkkkk


P.S.: Pois...achei que fosse. Nem tudo que se escreve, são sentimentos do momento, né? Fica difícil comentar o que não se sabe... Me abstenho a leitura. Entendes agora, pq eu só digo gostei, ou não?

Amanda disse...

Lucica..eu amo rabanada....mas não sou muito fã do natal... sempre fico depressiva, sei lá...
Menina,é muito facil de fazer..coloca a meninada pra ajudar.....

bjos!

Lu disse...

Ah não Amandica... Prefiro comer a farofa pura, de colher...rss Obrigada pela sugestão, mas fiquei com trauma da infância...hahahahaha

Eu sou fã do Nataú...rsss

Beeeeijos!

Dil Santos disse...

Lu querida, como está?
Sempre achei o Natal triste, mas a comida da época é ótima, kkkkkkkkkkkk
Ô Lu, desse jeito fico emocionado e começo a chorar, rsrs.
Obrigado, digo o mesmo de vc, te acho uma pessoa incrível, que tnho profundo carinho.
Bjo
:)

Mågø Mër£Îm disse...

Eu num gosto de natal... e eu faço rabanada qdo da vontade... não só agora...rs
Natal fico triste... ainda bem que é só uma vez por ano...rs

Oliver Pickwick disse...

Gosto do Natal e de rabanada, preferencialmente, no café da manhã. Quanto ao Natal, é a grande oportunidade de reunir quase todos os membros da família, que é muito grande. Aluguns, por sinal, moram em outros estados.
Por aqui, a rabanada também é conhecida como "fatia de parida".
Um beijo e muita inspiração na sua decoração natalina!

Fátima N. disse...

____um momento deliciosamente comestível, e não só das coisas que se mastigam, ara!!!
aquelas que se consomem só de ler.
rs
suas letras são deliciosas, feito rabanadas... e nem é demérito..rs.
.
beijo de saudade.
.

Eric R. disse...

Ola querida Lu :D
Que bom que esteja bem, pelo menos é o que notei rsrs.
Faz parte, eu também ando um pouco ausente, com falta de vontade pra fazer muita coisa e junta a preguiça e mais o cansasso dai já viu né kkkk.
A mais você pode não gostar de paixão, mas que é apaixonada pela vide isso você é kkk.
Um forte abraço e beijão.
Aparece aos bucadin di veis inquandu ^^!

Lu disse...

Olha a Fá!!!
Que surpresa. Ando afastada, né?
Mas ó...sabe, acho que ando com um casal de quati no lombo...Acho até que já deram cria...hahahahhaha
Thanks pela visita! rsss

Beeeeeeeeeeeeijos!

Lu disse...

Eric R...Ando bem sim. Em paz, tranquila e serena.Sou realmente grata e apaixonada pela vida.

Ah, e o vírus não pegou! Mas pojeito foste picado...kkkkkkkkkkkk

Beeeeeijos!